ULTIMAS NOTICIAS

CURIOSIDADE: PINGA RAINHA DE MORRINHOS SUA HISTÓRIA.

Em Morrinhos hoje é possível encontrar variadas pingas feitas no município sendo elas industrial ou artesanalmente, porém, em um passado distante uma pinga ganhou destaque em Morrinhos e na região, a pinga com um amarelado forte era denominada de pinga RAINHA e era produzida na região da Serra em Morrinhos, quem nos contou a História até que curiosa dessa Pinga foi a Dona Nidalva.

Dona Nidalva é uma senhora de 73 anos moradora do setor Jardim América, assim como grande parte de famílias tradicionais da Cidade Nildalva é Mineira e veio para Morrinhos com dois anos de idade, e casou com um também mineiro que já faleceu.

Dona Nidalva relata mediante a suas lembranças, que seu pai foi o criador da Famosa Pinga Rainha, com família grande um irmão foi designado para realizar os serviços de produção da pinga, esse seu irmão se Chamava Ermilio David, Ermilio além de cuidar da produção realizou o melhoramento da pinga e seu sucesso no comercio foi inevitável, Segundo Relatos de alguns consumidores da Verdadeira Pinga Rainha, a Pinga era bem diferenciada, não ardia, não dava cheiro na boca e o mais importante não dava ressaca.

A dedicação de Ermilio era grande de tal forma que Ermilio chegou a queimar parte do corpo em um acidente em meio à produção e engarrafamento da Pinga.

Apenas Ermilio detinha a formula da pinga, não repassando a ninguém nem mesmo para seus irmãos, com a morte do pai e mais tarde com o falecimento Ermilio o engenho encerrou a produção, um irmão até tentou dar sequencia, mas sem a formula era apenas mais uma pinga na partilheira e não vingou.
Ermilio quando faleceu levou com ele a formula da outrora famosa pinga RAINHA, como naquela época não se tinha o interesse e nem a necessidade de registrar marca, o nome foi rotulado por outros engenhos da região e hoje quem detém a marca é uma indústria de envasamento de bebidas de Morrinhos.
Dona Nidalva é minha avó por parte de pai.
Por: Leonardo Moreira.
*IMAGEM ILUSTRATIVA.

COMPARTILHAR:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *