ULTIMAS NOTICIAS

Fundo de Equalização vai liberar R$ 60 milhões para micro e pequenas empresas, em 2021

Spread the love

Os membros do Conselho Deliberativo do Fundo de Equalização para o Empreendedor (Fundeq) se reuniram pela primeira vez, nesta sexta-feira (08/01), para definição de linhas de crédito, depósitos iniciais, além de detalhes burocráticos do fundo, que foi aprovado pelo plenário da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) e sancionada pelo governador Ronaldo Caiado no dia 29 de dezembro de 2020. Durante a reunião, realizada na Secretaria da Retomada, foi aprovada a liberação de R$ 60 milhões para empréstimo em 2021.

Participaram do encontro, os secretários da Retomada, César Moura; da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Carlos de Souza Lima Neto; da Indústria, Comércio e Serviços, Adonídio Neto; e o presidente da GoiásFomento, Rivael Aguiar. A assessora jurídica Alexandra Barros também esteve presente, representando o deputado estadual Cairo Salim, que integra o Conselho em nome da Alego.

O Fundeq tem como objetivos específicos democratizar, fomentar, socializar e aumentar a competitividade das atividades desenvolvidas por trabalhadores autônomos, microempreendedores individuais, microempresas, empresas de pequeno porte, produtores rurais e outras atividades ligadas ao agronegócio.

Para o titular da Retomada, César Moura, a criação do fundo de equalização vai beneficiar os micro e pequenos empresários que mais foram afetados negativamente pela pandemia de Covid-19. “Nossa luta é para conseguir reduzir no mínimo 50% do custo financeiro das operações de crédito dos microempreendedores individuais, além de artesãos e outros profissionais da economia criativa”, lembrou Moura.

O secretário também destacou a preocupação do governador em criar projetos que atendam os mais vulneráveis. “Estabelecer o Fundeq é mais uma prova da atenção prioritária que Ronaldo Caiado tem dado aos micro e pequenos empresários. A partir de agora, mais linhas de crédito poderão ser criadas para atender vários segmentos, inclusive com a redução de juros”, pontuou o secretário da Retomada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: