ULTIMAS NOTICIAS

Indústria goiana cresce 2,5% até setembro e fica em 1º lugar no país, segundo IBGE

A indústria de Goiás continua em expansão. É o que aponta a Pesquisa Industrial Mensal (PIM) Regional, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta terça-feira (10/11): o setor industrial do Estado alcançou crescimento de 2,5% no último mês de setembro, ao ser considerado o período acumulado do ano de 2020 na comparação com o mesmo período de 2019.

Esse percentual coloca Goiás na primeira posição entre os Estados pesquisados pelo IBGE. Das 15 unidades federativas avaliadas, apenas três apresentaram resultados positivos – os outros dois são Rio de Janeiro (2,2%) e Pernambuco (1,8%). Considerado este mesmo período, o Brasil teve saldo negativo de -7,2%.

Além de driblar as dificuldades impostas pela pandemia da Covid-19 e continuar a se expandir, levando em consideração os números de 2019, a indústria goiana, alavancada pelas ações do Governo de Goiás, tem apresentado crescimento mês a mês em 2020. A pesquisa do IBGE ainda indicou que o setor cresceu 3,4% no acumulado dos últimos 12 meses, ficando na segundo posição nacional, só perdendo para o Rio de Janeiro, que teve crescimento de 3,6%. Nessa variação, o Brasil sofreu retração de 5,5% da sua indústria.

O governador Ronaldo Caiado ressalta que o Estado fez o dever de casa no combate à pandemia. “Goiás deu conta de fazer tudo: salvar vidas, com sua estrutura de saúde montada, e, hoje, os investimentos estão chegando, com maior número de abertura de empresas, aumento na produção industrial”, pontua. “É aquilo que eu havia dito no início do mês de março: assumimos medidas drásticas [como os decretos de quarentena e distanciamento social] e estamos colhendo resultados”, avalia.

O secretário de Indústria, Comércio e Serviços, Adonídio Neto, disse que apesar das crises econômica e sanitária, Goiás segue com resultados positivos. Ele lembra que na próxima semana serão anunciadas novas empresas que vão se instalar em território goiano, num trabalho incessante de buscar novos investimentos, gerar emprego e renda, além de promover o crescimento da indústria. “Estamos focados e atentos às movimentações da economia no Brasil. Nosso trabalho de atração de empresas nacionais e estrangeiras mostra que estamos no caminho certo no fortalecimento da nossa indústria”, comemora o secretário.

COMPARTILHAR:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: