ULTIMAS NOTICIAS

Goiás registra abertura de 3.095 empresas em março

Spread the love

Em março, 3.095 empresas foram abertas em Goiás. O indicador supera o último recorde no Estado nos últimos cinco anos, que foi registrado em fevereiro de 2021, com novos 2.794 Cadastros Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJs) no mês. Os dados foram divulgados no Relatório Estatístico de março, da Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg).

Com o terceiro recorde consecutivo em 2021 em Goiás, a soma dos novos CNPJs consolidados apenas no primeiro trimestre somam 8.712, o que equivale a 33,3% da abertura de empresas no Estado no ano passado. Em 2020, foram 26.109 estabelecimentos abertos em território goiano, o maior quantitativo dos últimos cinco anos.

Na comparação com o mesmo período de 2020, quando a Juceg também apresentou recorde de novas empresas nos últimos cinco anos, a constituição de CNPJs no primeiro trimestre aumentou em 42,8%.

“Mais uma vez batemos o recorde mensal de consolidação de empresas”, comemora Euclides Barbo, presidente da Juceg. “Por meio desses mais de 2.700 empresários que confiaram em nosso Estado para investirem, podemos ver que o trabalho do Governo de Goiás, ao conceder linhas de crédito, ao modernizar e agilizar e desburocratizar a abertura de empresas, via Juceg 100% digital, traz grande retorno para a sociedade goiana” complementou Euclides.

As novas empresas abertas no mês garantem o total de 857.736 CNPJs ativos no Estado, além dos registros de microempreendedores individuais (MEI), que são constituídos de forma virtual por meio do portal do Microempreendedor Individual.

Para o titular de Indústria, Comércio e Serviços, José Vitti, a tendência de abertura de empresas em Goiás é de continuar com o crescimento exponencial nos próximos meses devido aos incentivos e facilidades para o empresariado. “Mesmo com todos os desafios impostos por mais uma intensificação da pandemia da Covid-19, o Governo de Goiás continua a cuidar dos nossos empresários e vamos manter a alta consolidação de novas empresas no Estado”, projeta.

Em março de 2021, foram liberados R$ 112 milhões pelo Programa Estadual de Apoio ao Empreendedor (Peame) para empréstimos com juro zero para micro e pequenos empresários que não demitirem funcionários, assim como para MEIs e profissionais autônomos. Todos usufruem de carência de seis meses e prazo de pagamento de até 36 meses, que varia de acordo com a categoria.

Outra ação que fortalece a projeção de Vitti é o tempo de abertura de empresas no Estado. Segundo o boletim do Mapa das Empresas, do terceiro quadrimestre de 2020, para abrir uma empresa em Goiás basta 1 dia e duas horas, o que garante para o Estado a maior agilidade nesse quesito no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!