Spread the love

De acordo com o Grupom, Pedro Paulo, único candidato da oposição, chega agora a 32,6% das intenções de voto. O segundo colocado é Rafael Lara, com 28,1%, seguido de Valentina Jungmann e Rodolfo Mota, com 8,5% e 8%, respectivamente. Indecisos somam 20,7% e outros 2,1% afirmaram que vão votar nulo ou branco.

Na pesquisa espontânea, a liderança também é de Pedro Paulo, com 27,4% das intenções de voto, seguido por Rafael Lara, com 24,7%.

A pesquisa confirma a tendência de mudança na OAB, com a liderança de Pedro Paulo, único candidato de oposição no pleito, já que, além de Rafael Lara, Rodolfo Mota e Valentina também fazem parte da atual gestão.

Os números do Grupom jogam um banho de água fria nas postulações de Rodolfo e Valentina, que realmente não conseguiram deslanchar, além de botar mais preocupação nas hostes de Lara, candidato oficial da cúpula da OAB, que permanece longe da liderança. O Grupom mostra ainda que a adesão de Júlio Meirelles à Valentina foi um risco na água e não mudou nada nos números da candidata.

A pesquisa Grupom, respeitado instituto de pesquisa com 50 anos de tradição em Goiás, mediu ainda o humor da advocacia goiana em relação ao que seria melhor para a OAB nas próximas eleições. Para 45,2% dos advogados, o melhor para a OAB seria a mudança, com a eleição de um nome de oposição à atual gestão, contra apenas 32,6% que defendem a continuidade.

A pesquisa Grupom foi realizada entre os dias 01 e 05 de outubro e ouviu 387 advogados em todo o estado de Goiás.
TEXTO; Goiás 24 Horas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!