ULTIMAS NOTICIAS

POLÍCIA CIVIL PRENDE PREDADOR SEXUAL EM FLAGRANTE PELO CRIME DE TENTATIVA DE ESTUPRO E INVESTIGA OUTROS DELITOS SEXUAIS PRATICADOS POR ELE.

Spread the love

A Polícia Civil de Goiás, através da Delegacia de Morrinhos, durante a tarde de ontem (01/03/2021), efetuou a prisão em flagrante de CLEBER VOLGADO GONÇALVES RIBEIRO, 19 anos de idade, pela prática do crime de tentativa de estupro, descrito, no Art. 213, c/c o Art. 14, inciso II, ambos do Código Penal, cuja pena pode chegar a sete anos de reclusão.

Segundo a Policia Civil durante o início da tarde de ontem (01/03/2021), por volta das 13 horas, a Polícia Civil recebeu informações acerca do crime de tentativa de estupro que havia ocorrido no Centro da cidade de Morrinhos/GO, por um homem que usava bermuda de cor amarela e que abordou a vítima usando um canivete.

Diante da ocorrência do crime e de posse das características físicas do autor, a Polícia Civil passou a efetuar diligências, sendo possível encontrar CLEBER VOLGADO GONÇALVES RIBEIRO, no setor São Francisco de Assis, ainda com as roupas usadas na ocasião.

Após a identificação, CLEBER VOLGADO GONÇALVES RIBEIRO foi conduzido a Delegacia de Polícia, tendo sido devidamente reconhecido pela vítima do crime, motivo pelo qual o indivíduo foi autuado em flagrante e recolhido na unidade prisional local.

Ademais, em outras investigações efetuadas nesta Delegacia de Polícia, CLEBER VOLGADO GONÇALVES RIBEIRO foi reconhecido por outras vítimas de crimes de natureza sexual, ocorridos durante esse ano (2021), com a mesma similaridade dos fatos.

Diante disso, a divulgação da imagem e identificação do preso foi precedida nos termos da Lei nº 13.869/2019, portaria 02/2020 – PC, Despacho do Delegado Geral nº 000010828006 e Despacho do Delegado Titular da Delegacia de Polícia Civil de Morrinhos/GO, embasado no fato de que CLEBER VOLGADO GONÇALVES RIBEIRO pode vir a ser reconhecido por outras vítima, diante da ocorrência de delitos de mesma natureza nas últimas semanas.

A policia Civil Ressalta que, em caso de reconhecimento, possíveis vítimas devem procurar a Delegacia de Polícia para que as providências sejam tomadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!