Spread the love

O governador Ronaldo Caiado anunciou, nesta quinta-feira (04/11), investimentos da ordem de R$ 367 milhões para programas de reformas e modernização de unidades escolares, aquisição de móveis e instalação de laboratórios, por meio da Secretaria Estadual da Educação (Seduc). A divulgação ocorreu durante o 1º Encontro com os Gestores das Unidades Educacionais da Rede Estadual de Ensino, realizado no Centro de Cultura e Eventos Professor Ricardo Bufáiçal, da Universidade Federal de Goiás (UFG), em Goiânia. Com isso, os valores destinados para o setor ultrapassam a marca histórica de R$ 2,6 bilhões. Ele ainda garantiu o reajuste, em 76%, no repasse dos valores da merenda escolar para 2022.

“Tenham a certeza de que, ao investir, teremos os resultados e, em breve, o Brasil todo vai copiar nossas ações de governo”, projetou. Ao falar aos gestores educacionais, Caiado defendeu que “a maior lição” que pode deixar é a priorização da educação. “Vocês são as ferramentas transformadoras da vida e da qualidade de vida das pessoas no Estado de Goiás”, reconheceu. “Um governador só vai ser lembrado, na sua trajetória de vida, se ele entender que é na educação, é com professores e professoras, que nós mudaremos a condição do cidadão”, declarou.

A maior fatia da verba será destinada a dois projetos. Caiado fez o lançamento da terceira etapa do programa Reformar (Recurso Estadual de Fomento, Organização, Reforma, Modernização e Adequação da Rede) e da segunda fase do Equipar, que consiste na destinação de recurso específico para cada escola adquirir, de forma direta e descentralizada, equipamentos como computadores, materiais de laboratório e utensílios de cozinha. Juntas, as duas iniciativas somam R$ 240 milhões em investimentos.

Simbolicamente, Caiado também iniciou a entrega de 68.348 itens de mobiliário escolar e 783 laboratórios móveis de informática. O valor investido na aquisição dos móveis foi na ordem de R$ 21,1 milhões e, nos laboratórios, de aproximadamente R$ 106 milhões.

“Nós revolucionamos a educação no Estado”, assinalou Caiado, que acredita ter, nas ações implementadas no setor, uma gama de “ações precisas”, com base em um “diagnóstico perfeito”. “Ninguém acreditava que nós chegaríamos a esse padrão de educação no Estado. Basta chegar na escola e ver que que tudo mudou. Onde esteve esse dinheiro em Goiás durante 20 anos?”, questionou.

A secretária de Estado da Educação, Fátima Gavioli, enfatizou o valor do repasse da merenda escolar, o qual não recebia reajuste há 20 anos e, agora, foi acrescido em 76%. “As escolas estavam passando muita dificuldade para garantir uma merenda equilibrada de acordo com o que a nutricionista determina. Esse reajuste, sem dúvida, vai permitir que eles melhorem a qualidade da alimentação escolar”, afirmou, ao frisar que o preço dos alimentos básicos subiu consideravelmente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!