setembro 25, 2021

PLANTÃO MORRINHOS

NOTICIAS E OPINIÃO COM CREDIBILIDADE

Cerveja como fonte de renda: Ambev amplia compra da mandioca em Goiás

Spread the love

A presença da Ambev nas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste do país vem sendo ampliada de maneira sustentável e pensada sob medida para que as cervejas lançadas por lá reflitam não só a cultura de cada região, mas que representem uma fonte de renda e emprego a pequenos produtores. Para que mais pessoas da região possam encontrar em um ingrediente cervejeiro o impulsionamento das suas vidas, nesta quinta-feira (17), a companhia assina contrato futuro com agricultores de Goiás, por meio das Secretarias Estaduais da Agricultura e Retomada, para a compra de mandioca. O volume será utilizado na produção da cerveja Esmera.

A iniciativa foi planejada para estimular o plantio de mandioca e, consequentemente, incentivar a economia local, gerando renda, emprego e dignidade às famílias de agricultores, sobretudo, no Norte do de Goiás. Na ocasião, a companhia anuncia também parceria com a EMATER, que é a Agência Goiana de Assistência Técnica, para o projeto de multiplicação do cultivo dessa matéria-prima. O método é simples e de fácil acesso, induzindo o crescimento de brotos que, posteriormente, serão cortados e enraizados em água. O objetivo é assegurar uma maior quantidade de mudas de mandioca e sadias em um curto espaço de tempo.

Cerveja de Mandioca
A criação da cerveja regional Esmera pela Ambev abriu novas possibilidades de cultivo e as famílias locais passaram a contar com a demanda constante de compra de mandioca. Feita por goianos e para goianos, ela só é vendida na própria região.

Antes, a raiz era utilizada apenas para a produção de farinha e, muitas vezes, seu custo não era rentável o suficiente para que os agricultores seguissem investindo no produto. Com isso, foi possível contribuir para gerar maior estabilidade e qualidade de vida às famílias envolvidas.

Em uma primeira etapa, o projeto da cerveja de mandioca impactou a vida de 750 pessoas, entre produtores, colhedores, ajudantes de carregamento e descarregamento e transportadores em mais de 19 municípios de Flores de Goiás, Itaberaí, Monte Alegre, Formosa, Paranaiguara, Caçu, Bela Vista, Sitio D’abadia, Damianópolis, Campos Belos, Nova Crixás, Araguapaz, Niquelândia, Ipameri, Colinas do Sul, Posse, Itaguaçu, Cezarina e Porangatu.

error: Content is protected !!