Spread the love

O governador de Goiás Ronaldo Caiado (DEM) anuncia, nesta terça-feira (16), a volta de revezamento das atividades econômicas no estado, a começara na quarta-feira (17). Segundo e estado, novo decreto retoma o modelo “14 por 14”: 14 dias de suspensão das atividades econômicas seguidos por 14 dias de funcionamento.

De acordo com informações divulgadas pelo estado, enquanto funcionarem, as atividades econômicas em geral devem seguir “os protocolos expedidos pelas autoridades sanitárias”, sempre com uso de máscaras, deixando disponível álcool em gel para funcionários e clientes, além de manter o distanciamento social – continuando proibidas aglomerações.

Nesse período de atividades suspensas, o que é considerado essencial deve continuar funcionando normalmente. O governo considerou que esses serviços são:

farmácias;
clínicas de vacinação;
laboratórios de análises clínicas;
estabelecimentos de saúde;
cemitérios e serviços funerários;
distribuidores e revendedores de gás;
postos de combustíveis;
supermercados e congêneres – não se incluindo lojas de conveniência;
estabelecimentos que atuem na venda de produtos agropecuários;
agências bancárias;
casas lotéricas;
serviços de call center restritos às áreas de segurança, alimentação, saúde e de utilidade pública;
atividades de informação e comunicação;
fornecedores de bens ou de serviços essenciais à saúde, à higiene e à alimentação;
segurança privada;
empresas de saneamento, energia elétrica e telecomunicações;
assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade;
obras da construção civil de infraestrutura do poder público;
borracharias e oficinas mecânicas;
restaurantes e lanchonetes instalados em postos de combustíveis;
estabelecimentos que estejam produzindo, exclusivamente, equipamentos e insumos para auxílio no combate à pandemia da Covid-19.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!