ULTIMAS NOTICIAS

CNH Social registra mais de 30 mil inscrições em dez dias, em Goiás

Mais de 30 mil pessoas já se inscreveram no programa CNH Social em um período de 10 dias, segundo informou o Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO). Voltado para pessoas de baixa renda, o projeto possibilita obter, mudar ou adicionar categoria à Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de graça.

Na etapa atual, estão abertas mais de 4 mil vagas. As inscrições, feitas exclusivamente no site do Detran Goiás, podem ser realizadas até o dia 18 de outubro.

Conforme informou o órgão, a lista com os classificados deve ser publicada na primeira quinzena de novembro, quando os convocados deverão apresentar documentação comprovando as informações fornecidas na inscrição.

O programa oferece aos contemplados a isenção das taxas do Detran-GO, como a de inclusão no Registro Nacional de Carteira de Habilitação (Renach), Licença de Aprendizagem de Direção Veicular e agendamentos de provas teórica e de exame prático.

Há também isenção de pagamentos de exames médico e psicológico, junta médica quando se tratar de candidato com deficiência e toxicológico exigido para categoria profissional. Por meio de parcerias, são oferecidos ainda o curso teórico, de legislação de trânsito, as aulas práticas de direção e até três retestes.

Inscrições
A iniciativa visa a obtenção gratuita da primeira CNH, categorias A ou B, ou a adição das categorias A ou B e a mudança de B para D. Os candidatos à adição de categorias não podem ter praticado, nos últimos 12 meses que antecedem à inscrição, infração de trânsito de natureza gravíssima, grave ou ser reincidente em média.
Confira as modalidades do projeto:

Modalidade estudantil: os estudantes devem ter entre 18 e 25 anos, estar com cadastro ativo no CadÚnico, ter cursado e concluído o ensino médio na rede pública estadual. Para esta modalidade, um dos critérios de desempate será a nota média apurada pela Secretaria de Educação do Estado de Goiás.
Modalidade urbana ou rural: é necessário ter idade igual ou superior a 18 anos, estar inscrito e ativo no CadÚnico, saber ler e escrever e atender aos critérios estabelecidos pelo Código Brasileiro de Trânsito.
De acordo com o governo, 5% das vagas serão destinadas a pessoas com deficiência, com exceção das referentes à mudança para categoria D. Nesse caso, não haverá reserva de vagas para PCDs.
FONTE: G1 GOIAS

COMPARTILHAR:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: