setembro 25, 2021

PLANTÃO MORRINHOS

NOTICIAS E OPINIÃO COM CREDIBILIDADE

Com queda de 37% nos roubos em propriedades rurais, segurança no campo avança em Goiás

Spread the love

Dados do observatório de segurança pública divulgados recentemente mostram queda de 37% nas ocorrências de roubo na zona rural, quando comparado o primeiro semestre de 2021 com igual período de 2020. A redução segue uma tendência desde o início da atual gestão do Governo de Goiás. Contrapondo os indicadores de todo o ano de 2020 com 2019, a queda foi de 40,5%. “O que a Segurança Pública está apresentando diz respeito a propriedades que foram respeitadas, em que o cidadão manteve seu patrimônio e não foi assassinado, sequestrado ou agredido. A população está tendo a real percepção de segurança pública”, diz o governador Ronaldo Caiado em destaque aos avanços na área.

De janeiro a junho deste ano, o Batalhão Rural da Polícia Militar realizou 151 prisões em flagrante, a captura de 81 foragidos da justiça, apreensão de 167 armas de fogo, recuperação de 34 veículos furtados/roubados, além de 25.974 ações de monitoramento e 14.258 visitas rurais. Ao todo, 11.390 propriedades rurais foram cadastradas no sistema do Centro Integrado de Inteligência Comando e Controle.

O combate à impunidade em relação aos crimes que acontecem no campo também tem dado passos largos e apresentado avanço importante com o fortalecimento da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Rurais (DERCR), da Polícia Civil. A especializada tem hoje mobilidade e agilidade pra atuar diariamente em 100% do território goiano, o que facilita as ações de combate à criminalidade no campo.

Ao longo dos seis primeiros meses do ano, a DERCR realizou cinco operações policiais. As ações resultaram em um total de 13 prisões, no cumprimento de 11 mandados de busca e apreensão, além da recuperação de 94 cabeças de gado e duas máquinas agrícolas, provenientes de crimes de furto e roubo na zona rural. O trabalho investigativo da especializada no primeiro semestre foi responsável pela conclusão de cinco inquéritos policiais, já remetidos ao Poder Judiciário.

A alta produtividade e os resultados positivos do combate à criminalidade no campo são destacados pelo secretário de Segurança Pública Rodney Miranda. “Esses números são frutos do trabalho de integração e de inteligência. O mais importante a se destacar é a ausência de vaidade. Não é aquela que quer fazer mais, que quer aparecer mais. Nós temos um inimigo em comum, que se chama violência e nós estamos de mãos dadas contra esse inimigo”, ressalta o chefe da pasta. “A gente só comemora o zero”, enfatiza.

Um dos primeiros investimentos da atual gestão do Governo de Goiás foi a criação do Batalhão Rural da Polícia Militar, por meio da Lei nº 20.488, de 2019. A unidade potencializou as ações operacionais rurais no Estado, trazendo maior proteção às famílias que vivem no campo. Dentro do batalhão, foi implantado o primeiro Centro Integrado de Inteligência Comando e Controle do país. A iniciativa serviu como inspiração para outros estados brasileiros, sendo visitada por representantes de 14 unidades federativas e 2 comitivas internacionais (Colômbia e Japão).

“A sociedade goiana tem de viver com tranquilidade. Não pode ser reprimida por aqueles que acham que vão ter espaço na criminalidade e vão ter proteção ou vista grossa do governo. Eles terão sobre si a mão forte do Estado. Nós não nos curvaremos, seja qual for o nível de criminalidade, ou com quais proteções eles queiram se apresentar”, assegura Caiado.

error: Content is protected !!