Spread the love

A Enel Distribuição Goiás entrega mais uma importante obra para a melhoria do fornecimento de energia no Estado, a ampliação e modernização da Subestação Catalão. As melhorias são frutos de investimentos na ordem dos R$ 5,6 milhões e trarão benefícios para mais de 14 mil clientes de Catalão, Goiandira, Ouvidor, Pires Belo, Três Ranchos e Davinópolis. A inauguração foi realizada nesta sexta-feira (23), de forma virtual devido à pandemia, com a participação de autoridades e convidados.

José Luis Salas, diretor-presidente da companhia, destaca que a Subestação Catalão recebeu um novo transformador com quase o dobro da potência do equipamento antigo substituído – passou de um transformador de 20 MVA de potência por outro de 33,3 MVA. “Com o novo equipamento, todo o sistema da subestação ficará mais robusto e confiável, pois aumentaremos a oferta de energia disponível e reduziremos o carregamento dos outros equipamentos da unidade, diminuindo o risco de falhas por sobrecarga. Para aumentar ainda mais a confiabilidade, instalamos um novo painel de controle e proteção na unidade”, acrescenta.

Além disso, Salas acrescenta que um novo vão de transformação foi construído na Subestação. “O vão de transformação contempla todas as estruturas e equipamentos necessários para transformar a energia que chega em alta tensão à subestação, na energia que é distribuída pelas redes e chegam aos clientes em suas casas, comércios e indústrias”, explica.

Adicionalmente às melhorias na rede de alta tensão, o diretor-presidente da companhia ressalta o robusto plano de investimentos e manutenções que a companhia está desenvolvendo no sistema elétrico de Catalão. “Esse plano inclui ações preventivas, como inspeções na rede com uso de drone, podas de árvores e limpezas de faixas de servidão, e ações corretivas, como substituição de equipamentos velhos e deteriorados por outros novos e modernos, trocas de fiações e de postes antigos, por exemplo. Então essas melhorias abrangem o sistema como um todo, contribuindo para o aumento da qualidade e da confiabilidade da energia distribuída para os clientes catalanos”, completa.

Outra frente de atuação da empresa no município é a automação da rede elétrica por meio da instalação de equipamentos telecontrolados, que são comandados à distância pelo Centro de Operação da companhia, localizado em Goiânia. Segundo Salas, já foram instalados 135 equipamentos telecontrolados no município e outros 27 entrarão em operação ainda neste ano. Ele explica que com esses aparelhos, a empresa pode operar todo o sistema elétrico remotamente e isso traz muito mais agilidade aos atendimentos em casos de falhas. “O telecontrole pode ser utilizado tanto quando não há um dano estrutural na rede e o serviço é restabelecido imediatamente quanto nos casos em que há problema em alguma estrutura, como um poste abalroado por um veículo, por exemplo. Nesse caso, com o telecontrole podemos manobrar a rede até chegarmos no menor número possível de clientes desabastecidos enquanto nossas equipes de campo realizam os reparos necessários na rede”, finaliza.

Entregas

Somente no primeiro bimestre de 2021, a Enel Distribuição Goiás entregou cinco grandes obras no Estado: a ampliação da Subestação Serra de Caldas, em Caldas Novas; a construção da nova Subestação Ipê e a ampliação e modernização da Subestação Cabriúva, ambas em Rio Verde; e a construção da Subestação Santa Genoveva e a ampliação da Subestação Meia Ponte, em Goiânia. Já na semana passada, a companhia entregou a ampliação e modernização da Subestação Pamplona, em Cristalina, e nesta semana, também foram entregues as melhorias da Subestação Independência, em Aparecida de Goiânia.

Desde que assumiu o controle da distribuição de energia em Goiás, em fevereiro de 2017, a Enel tem investido fortemente em obras estruturais de construção, ampliação e modernização de subestações em todo o Estado. Nos quatro primeiros anos, foram entregues 12 novas subestações e ampliadas e modernizadas outras 93 unidades.

“Em 2021, seguiremos investindo fortemente em novas unidades e em melhorias nas estruturas existentes de todas as regiões goianas. Para se ter uma ideia, a previsão é de que sejam entregues outras 11 novas subestações e que sejam modernizadas e ampliadas outras 54. Essa é mais uma prova de que não estamos medindo esforços para transformar a realidade do fornecimento de energia em Goiás”, finaliza José Luis Salas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!